quarta-feira, 22 de março de 2017

Prefeitura e Câmara dos Vereadores de Limeira homenageiam médicos cubanos

Prefeito de Limeira entrega "Título de Agradecimento" aos médicos cubanos; Câmara Municipal aprova moção de apoio
Secretário de saúde e prefeito de Limeira entrega título à médica cubana Susana.
Foto: site da prefeitura
O prefeito de Limeira Mario Botion entregou na última sexta-feira (17) o “Título de Agradecimento” aos profissionais cubanos que trabalham na cidade há três anos pelo programa Mais Médicos.

Em 2014, o município do interior de São Paulo recebeu 52 médicos cubanos, mediante convênio com o Ministério da Saúde, com objetivo de ampliar a rede de atenção básica à saúde.

Já a Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, no última segunda-feria (20), moção de apoio aos médicos cubanos pelos relevantes serviços prestados para a população de Limeira.
Público durante homenagem aos médicos cubanos na Câmara de Vereadores
Foto: Câmara Municipal
Confira nas reportagens abaixo:

quinta-feira, 16 de março de 2017

Cuba oferece mil bolsas de estudo de medicina para FARC e Colômbia

Bolsas já começam a valer em 2017, estudos podem ser iniciados em setembro e programa vai durar cinco anos; curso é um dos mais caros no ensino superior colombiano

Escola Latino-americana de Medicina, em Cuba - Flickr | Laura LaRose/CC
Do Opera Mundi

O embaixador de Cuba na Colômbia, José Luis Ponce Caraballo, ofereceu, em nome do governo do país caribenho, mil bolsas de estudo de medicina para membros das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e para o governo do país sul-americano [1].
As bolsas serão distribuídas no período de cinco anos, de 200 em 200. Metade delas irá para as FARC; a outra será concedida ao governo colombiano. Os selecionados já poderão iniciar os estudos no período escolar 2017-2018, que se inicia em setembro. A ilha é reconhecida internacionalmente pela excelência na medicina.

A oferta será apresentada oficialmente ao governo de Juan Manuel Santos e às lideranças da FARC em breve. As bolsas vêm no marco do acordo de paz no país, do qual os cubanos foram agentes importantes – o pacto foi celebrado em Havana.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Governo golpista indica novo embaixador em Havana; Cuba responde com eloquente silêncio

Dilma, então presidenta do Brasil, ao lado de Castro, presidente de Cuba -2012. Foto: Prensa Latina
Por Fernando Morais no Nocaute

Em outubro do ano passado José Serra, então chanceler do governo golpista de Michel Temer, oficiou o governo cubano de que o então embaixador do Brasil em Havana, Cesário Melantonio, seria substituído pelo embaixador Frederico Duque Estrada Meyer, diplomata que já havia servido em Cuba entre 1995 e 1998 [governo FHC] no posto de Conselheiro.

Cuba simplesmente ignorou a notificação da nova indicação. Não se trata, claro, de qualquer objeção a Frederico Meyer. Ao contrário. Até onde minha vista alcança, a direção da Revolução Cubana tem grande simpatia pelo quase futuro embaixador brasileiro. Além de Cuba, o diplomata já havia servido no Iraque, URSS, Genebra, Guiana, Nova York, Cazaquistão e Marrocos.

Leia também:
Declaração do governo revolucionário de Cuba sobre o golpe de Estado no Brasil
Raúl Castro: Revolução Cubana é solidária com Lula e Dilma
Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba será em junho

Se minha leitura procede, trata-se de indiscutível resposta de Cuba ao governo golpista do postiço Michel Temer. Não será demais relembrar que que oito dias atrás [1], no discurso de encerramento da reunião de cúpula da ALBA – Aliança Bolivariana das Américas -, o presidente Raul Castro manifestou expressamente a solidariedade de seu país a Dilma Rousseff e ao ex-presidente Lula.

sábado, 11 de março de 2017

Revolução Cubana é solidária com Dilma, Lula e Cristina Kirchner, afirma Raúl Castro

Leia e assista discurso do presidente de Cuba na cúpula da ALBA e declaração final do encontro
Raúl Castro durante a XIV Cúpula da ALBA-TPC. Foto: @vencancilleria
Do Opera Mundi 

O presidente de Cuba, Raúl Castro, reafirmou, no último domingo (05/03), a solidariedade da Revolução Cubana com Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Cristina Kirchner, considerados por ele como “reconhecidos líderes de Nossa América”, diante das perseguições políticas de que são alvos em seus países de origem.

No encerramento de seu discurso (leia abaixo) na cúpula da ALBA-TCP (Aliança dos Povos Bolivarianos para a Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos), realizada em Caracas, o líder cubano também voltou a destacar “o compromisso de acompanhar a defesa da Venezuela e a posição digna, valente e construtiva do presidente Nicolás Maduro”.

Pela primeira vez, desde que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi eleito, Raúl se pronunciou sobe a política imigratória adotada pelo homólogo norte-americano, classificada por ele de “irracional”. “O muro que se pretende construir na fronteira norte do México é uma expressão de irracionalidade, não apenas contra esse país irmão, mas contra toda nossa região. A pobreza, as catástrofes, os imigrantes não podem ser contidos com muros, mas com cooperação, entendimento e paz”.
Foto oficial da XIV Cúpula ALBA-TCP, celebrada em Caracas, Venezuela. Por @ViceVenezuela
Raúl também fez duras críticas à nova agenda do governo dos Estados Unidos que, segundo ele, “ameaça desatar um protecionismo comercial extremo e egoísta que impactará a competitividade de nosso comércio exterior; vai vulnerar os acordos ambientais para favorecer os lucros das transnacionais; vai perseguir e deportar imigrantes gerados pela distribuição desigual de riqueza e o crescimento da pobreza provocada pela ordem internacional imposta”.

Discurso do presidente de Cuba na cúpula da ALBA/2017

Cuba desenvolve aplicativo de celular sobre sistemas eleitoral e político do país

Aplicativo, chamado X Cuba (Por Cuba) contém textos, áudios, infográficos, imagens e frases que população poderá consultar e compartilhar nas redes sociais
Print-screen das telas do aplicativo XCuba/Asamblea Nacional Cuba 
Do Opera Mundi

O aplicativo, chamado X Cuba (Por Cuba) contém textos, áudios, infográficos, imagens e frases que a população poderá consultar e compartilhar nas redes sociais. No programa, ainda estão o texto integral da Constituição e a Lei Eleitoral. Existe, também, uma seção com 170 perguntas e respostas.

Também no aplicativo, é possível ver de forma integral o texto “A História me Absolverá”, defesa do líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, quando este foi julgado pelo assalto ao quartel de Moncada, em 1953.

Para ter o aplicativo no celular, é preciso baixá-lo no computador e transferi-lo para o dispositivo móvel, ou abrir o link de download diretamente pelo telefone, por meio deste link.

segunda-feira, 6 de março de 2017

Juan Comingues em Cuba: "Fidel Castro me inspirou a superar adversidades"

Jogador peruano que homenageou Fidel Castro visita Cuba
Comingues comemora gol homenageando Fidel Castro -  Foto: Comingues/Twitter
Por Sturt Silva

Juan Comingues era, até o ano passado, um desconhecido para os cubanos. Contudo, desde 27 de novembro de 2016, o cenário mudou quando o jogador do Cienciano, equipe da segunda divisão do futebol peruano, dedicou um gol à memória do líder histórico da Revolução Cubana, Fidel Castro.

Ao saber da morte de Fidel, Comingues ficou muito triste e resolveu homenageá-lo em campo. Escreveu numa camiseta, debaixo do camisa oficial do seu time, a frase "Até a vitória sempre Fidel". 

"Senti que de alguma maneira tinha que prestar homenagem a Fidel. Tínhamos um jogo na 2º divisão peruana, no dia 27 [de novembro], diante do Carlos Mannucci e pressenti que marcaria um gol. A sorte me acompanhou porque o jogador responsável por cobrar os pênaltis por nosso clube, Cienciano, não se encontrava em campo e eu pude fazer o gol no minuto 29". disse o jogador peruano, durante encontro com imprensa, em Cuba.
"A alegria por marcar e dedicar o gol a Fidel foi um momento indescritível". complementou Juan. O gol foi marcado, aos 29 minutos do primeiro tempo (veja aqui). Na comemoração Comingues tirou a camisa oficial e mostrou a mensagem.

No último dia 27, o futebolista peruano entregou a peça na sede do Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP) ao Instituto Nacional dos Esportes, Educação Física e Recreação (INDER), reafirmando sua solidariedade e respeito com Fidel e com o povo cubano.
Comingues durante homenagem no ICAP
Por outro lado, Kenia Serrano, presidente do ICAP, retribui o gesto entregando uma foto de Fidel Castro em um jogo de beisebol. Também agradeceu pela homenagem a Fidel e desejou sucesso em suas aspirações e compromisso de solidariedade com o cubanos, com o povo peruano e demais povos do mundo.

domingo, 5 de março de 2017

Método cubano de alfabetização reduz analfabetismo no Maranhão

Seminário estadual da jornada de alfabetização do Maranhão: "Sim, eu posso! - círculo de cultura"
Da Embaixada de Cuba no Brasil 

Mais sete mil maranhenses receberam o diploma de alfabetização com a aplicação do método cubano “Yo Si Puedo” (Sim, eu posso), reduzindo em 29% a taxa de analfabetismo em oito municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano do estado.

Nessas cidades, com uma população de 68.696 habitantes maiores de 15 anos, foram constatadas 24.541 pessoas que não sabiam ler nem escrever antes do início do programa. A primeira graduação contribui para diminuir sensivelmente essa cifra. A segunda fase do projeto vai atender cerca de 20 mil pessoas e se estenderá a outros sete municípios.

Os resultados do projeto foram divulgados durante um seminário [ocorrido no último dia 17 de fevereiro] que reuniu cerca de mil alfabetizados, professores e supervisores. O evento contou com as presenças do governador do Maranhão, Flávio Dino, o dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Pedro Stedile  e a Consul Geral de Cuba para o  Nordeste, Laura Pujol.

Leia mais:
Por que a educação em Cuba é uma história de êxitos e o que ela pode ensinar ao mundo
Com método cubano, Sem Terra zeram analfabetismo em seis assentamentos
Há 55 anos, Fidel Castro declarava Cuba território livre do analfabetismo
Cuba ou a globalização da solidariedade: o programa “Yo, sí puedo”
“Yo Si Puedo” já alfabetizou 10 milhões de pessoas pelo mundo

Coordenado pelo governo do Maranhão e executado pelo MST, o programa combinou a aplicação do método inovador de alfabetização “Yo Sí Puedo”, idealizado pelo  Instituto Pedagógico Latinoamericano e Caribenho (IPLAC), com os  “Círculos Culturais” do pedagogo  brasileiro Paulo Freire,  que tem como objetivo objeto fortalecer a aprendizagem com a participação dos estudantes no contexto de suas raízes culturais.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Vacina cubana contra HIV apresenta resultados positivos em testes com seres humanos

Busca de vacinas contra o vírus segue sendo uma das prioridades das instituições médicas e científicas cubanas 


Uma vacina desenvolvida em Cuba com o objetivo de reduzir a carga viral de portadores do HIV e que se encontra em fase de testes clínicos na ilha caribenha tem demonstrado eficácia, afirmou Yayri Caridad Prieto Correa, uma das responsáveis pelo estudo. A vacina Teravac-VIH tem potencializando a resposta imunológica dos nove pacientes que a tomaram e que estão sendo acompanhados pelos pesquisadores cubanos.

A pesquisadora do CIGB (sigla em espanhol para Centro de Engenharia e Biotecnologia) de Havana apresentou os resultados preliminares dos testes com humanos durante o primeiro congresso BioProcess Cuba 2017, realizado em na cidade cubana de Camaguey na última semana.

Segundo Correa, os nove pacientes soropositivos que tomaram a vacina não apresentaram efeitos adversos nem de toxicidade, o que era o principal objetivo desta fase de testes, que certifica a segurança do medicamento. Assim como nos estudos pré-clínicos em animais, o teste com humanos demonstrou que a vacina potencializa a resposta imunológica do organismo infectado por HIV, vírus causador da Aids (síndrome da imunodeficiência adquirida).

Leia também:
Cuba, a ilha da saúde
Conheça as alternativas da medicina cubana 
Biotecnologia cubana contribui para enfrentar 26 doenças 
Para Organização Mundial da Saúde Cuba é modelo 
Dez informações sobre a saúde e a medicina em Cuba 
Aleida Guevara, filha de Che: "os médicos cubanos servem ao povo"

A pesquisadora, porém, alertou para que não se criem falsas expectativas sobre a vacina, que ainda deve passar por testes com mais pessoas soropositivas para se estabelecer sua eficácia em larga escala, o que deve levar mais alguns anos. A atual fase de testes, por exemplo, foi anunciada em março de 2012.